DE VOLTA À ELITE

Azulão vira em cima do XV de Piracicaba e assegura acesso na A-2 Série do Paulista

(30 de setembro de 2020) -Não foi fácil, mas estamos de volta à elite do futebol de São Paulo. Acesso sofrido, sim, porém garantido com muita gana em cima do XV de Piracicaba, nesta quarta-feira, no Anacleto Campanella, após vitória por 2 a 1.

Com o triunfo deste meio de semana, o time azulino assegurou também o primeiro lugar na classificação geral, com 34 pontos conquistados. Podendo assim decidir o título da Série A-2 do Campeonato Paulista, contra o São Bento, em casa.

O JOGO

Nervosismo puro marcou o primeiro tempo entre São Caetano e XV de Piracicaba. Desta forma, o time visitante se arriscou primeiro ao ataque e conseguiu abrir o placar aos 16 minutos. Daniel Costa cobrou escanteio do lado direito e Caio Mancha, livre de marcação, fez de cabeça.

Após o susto inicial o São Caetano buscou o empate, e conseguiu deixar tudo igual com o iluminado Alex Reinaldo. O lateral-direito, que completou 100 jogos nesta quarta-feira, tentou o cruzamento na direita, mas a bola ganhou efeito, surpreendeu o goleiro e morreu no fundo das redes. 1 a 1.

2º TEMPO DECISIVO

O São Caetano partiu ao ataque no início do segundo tempo e não demorou para fazer o gol da vitória aos 15 minutos. Marlon ganhou na velocidade do defensor e passou para Anderson Rosa. Livre de marcação, o camisa 10 bateu firme e definiu a virada azulina.

Nos momentos seguintes, Ronaldo ainda marcou o terceiro gol do São Caetano, de calcanhar. Contudo, a arbitragem alegou posição irregular do atacante e anulou aquele que seria o terceiro tento do Azulão.

Gol que não fez falta no final da partida para o time dirigido por Alexandre Gallo, que assegurou o retorno à elite ao vencer o rival por 2 a 1.

ESTAMOS DE VOLTA!!!

SEQUÊNCIA

O São Caetano agora aguarda pela definição da data e horário da final contra o São Bento. No entanto, antes disso, o Pequeno Gigante visita o Tubarão, no sábado, pela Série D do Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica:

Local: Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul;

Árbitro: Edina Alves Batista;

Auxiliares: Neuza Ines Back e Fabrini Bevilaqua Costa;

São Caetano: Luiz Daniel; Alex Reinaldo (Gabriel Santos), Renan Dutra, Sandoval (Domingos) e Dudu (Acácio); Everton Dias, Emerson Santos e Anderson Rosa; Eric Di Maria (Luan Costa), Ronaldo e Joel Vinícius (Marlon)

Técnico: Alexandre Gallo

XV de Piracicaba: Mota; Jefferson Feijão (Marcelinho), Douglas Marques, Diego Jussani e Paulão (Samuel Balbino); Felipe Manoel, Gabriel Soares (Samuel Andrade) e Daniel Costa; Kadu Barone (Erison), Raphael Macena e Caio Mancha (Kelvin).

Técnico: Evaristo Piza

Gols: Alex Reinaldo 31′ 1T e Anderson Rosa 15′ 2T (São Caetano);

Caio Mancha 16′ 1T(XV de Piracicaba)

Foto: Leonardo Lima

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove

No Anacleto, São Caetano e XV de Piracicaba duelam por classificação à final da A-2

 

(29 de setembro de 2020) – Após empate em 0 a 0 no primeiro jogo, São Caetano e XV de Piracicaba se reencontram nesta quarta-feira (30), às 16h30, no Anacleto Campanella. Desta vez pelo confronto de volta da fase semifinal da Série A-2 do Campeonato Paulista.

Quem vencer avança à decisão do Estadual e, consequentemente, assegura presença na principal divisão do futebol de São Paulo na próxima temporada. Caso a igualdade no placar se repita, o classificado será definido nos pênaltis.

FALA, PROFESSOR

Diante daquele que pode ser o jogo mais importante para o Azulão no ano, o técnico Alexandre Gallo falou sobre a preparação que foi feita pensando neste próximo embate.

“Toda partida decisiva possui um cunho psicológico importante. Então foi feito o melhor trabalho possível para que os jogadores chegassem bem neste momento”, disse o treinador, que não possui desfalques por suspensão.

FATOR CASA

Já sobre disputar o segundo jogo da fase semifinal no Anacleto Campanella, Gallo ressaltou a importância de o Azulão contar com o fator casa neste momento.

“É uma vantagem você jogar em casa. Você conhece o gramado, conhece as dimensões do campo e treina praticamente todos os dias aqui. Mas é evidente que isso não nos torna favoritos. Acho que será um jogo novamente igual, assim como aconteceu em Piracicaba. Precisamos fazer um grande trabalho para poder vencer”, explicou.

RETROSPECTO

São Caetano e XV de Piracicaba se enfrentam pela 17ª vez dentro de competições oficiais. O Pequeno Gigante leva vantagem ao vencer seis destes duelos contra um triunfo a favor do Nhô Quim; outros nove confrontos terminaram empatados.

TRANSMISSÃO

Sem a presença de público, o torcedor poderá acompanhar ao jogo desta quarta-feira no canal SporTV. Web rádios como a Rede Nacional de Notícias e Master Esporte também irão transmitir a partida.

Foto: Fabrício Cortinove

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove

 

CLUBE DOS 100 – Alex Reinaldo pode alcançar marca em decisão contra o XV de Piracicaba

(28 de setembro de 2020) – Desde o final de 2016 no São Caetano, Alex Reinaldo está prestes a alcançar pelo clube uma marca que poucos atletas conseguiram: a de 100 jogos. Para que isso aconteça, basta que o lateral-direito esteja em campo na quarta-feira (30) quando o Azulão enfrenta o XV de Piracicaba, às 16h30, no Anacleto Campanella, pelo segundo e decisivo confronto da semifinal da Série A-2 do Campeonato Paulista.

NA HISTÓRIA

Para se ter ideia da importância deste feito, Reinaldo poderá ser apenas o 37º nome que alcançou a marca de 100 ou mais jogos pelo Pequeno Gigante. Na lista que é liderada por Silvio Luiz (451 partidas) e que possui Sandoval (168 jogos) como único representante do atual elenco, o lateral irá empatar em número de aparições com Leto, Everton Ribeiro, Kleber e Diego.

Diante deste número que pode ser alcançado na partida deste meio de semana, o atual dono da camisa de número dois do Azulão se diz lisonjeado.

“Representa muito. Hoje em dia são poucos os jogadores que possuem uma marca assim. A maioria fica no primeiro semestre, joga o estadual e depois vai para outro clube. Diferente disso, eu sempre me identifiquei com a camisa do São Caetano, com a torcida. Então essa marca é muito importante para a minha vida, carreira. Estou muito feliz de alcançar esses 100 jogos pelo São Caetano”, contou.

DECISÃO

Todo cuidado é necessário, principalmente quando o acesso à elite paulista está em disputa. Por isso, Alex Reinaldo também falou sobre o duelo que se aproxima contra o XV de Piracicaba.

“Um jogo difícil, como foi lá (Barão da Serra Negra) também. Pode ter certeza de que o nosso time está bem concentrado para esse jogo. Estamos estudando ao máximo o adversário para minimizar os nossos erros”, explicou.

ANACLETO CAMPANELLA

Ainda sobre o duelo frente ao Nhô Quim, Alex Reinaldo ressaltou a importância para o time dirigido por Alexandre Gallo de realizar a segunda partida da semifinal em São Caetano do Sul.

“A gente mereceu (atuar no Anacleto Campanella no segundo jogo da semifinal). Fizemos boa campanha na Série A-2 que nos deu essa vantagem de decidir em casa. Agora precisamos honrar essa classificação e fazer o dever de casa. É o jogo do ano. Para a gente é como se fosse o jogo da vida. Então pode ter certeza de que o São Caetano vai vir forte”, concluiu o lateral.

Por conta do empate (0 a 0) na partida passada, quem vencer neste meio de semana garante classificação à decisão da Série A-2. Em caso de nova igualdade no placar, o finalista será definido nos pênaltis.

CLUBE DOS 100

Confira quem são os jogadores que alcançaram tal marca pelo Azulão:

Silvio Luiz 451

Dininho 323

Luiz 319

Bruno Recife 277

Daniel 235

Thiago Martinelli 232

Serginho 232

Adhemar 187

Esley 179

Triguinho 171

Sandoval 168

Gustavo 161

Adãozinho 158

Somália 149

Arthur 141

Moradei 141

Anaílson 134

Claudecir 133

Magrão volante 133

Marcinho 128

Marlon volante 124

Augusto Recife 122

Mineiro 115

Marcelo Batatais 115

Ferreira 110

Esquerdinha 107

Marcio Griggio 106

Tobi 104

Anderson Marques 103

Marcelo Mattos 102

Anderson Lima 101

Geovane 101

Diego 100

Kleber 100

Everton Ribeiro 100

Leto 100

*NÚMEROS JOSÉ PIRES MAIA

Foto: Fabrício Cortinove

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove

Dudu aprova início no Azulão e foca em decisão contra o XV de Piracicaba  

(27 de setembro de 2020) – Um dos últimos reforços apresentados pelo Azulão, o lateral-esquerdo Dudu não demorou para se adaptar no Anacleto Campanella. Adaptação essa comprovada no primeiro jogo da semifinal da Série A-2, quando foi titular diante do XV de Piracicaba.

Sobre os motivos que proporcionaram um bom desempenho inicial com a camisa azulina, o jogador destacou a vontade de vencer pelo São Caetano.

“Vejo como uma grande oportunidade para a minha vida jogar por este clube. Estou oferecendo o meu melhor. Além disso, o grupo é muito bom e o pessoal me acolheu bem para que eu possa jogar o meu melhor futebol”, explicou.

DECISÃO

Após empate (0 a 0) no jogo de ida, São Caetano e XV de Piracicaba se enfrentam novamente na quarta-feira (30). Em confronto que será realizado desta vez no Anacleto Campanella, às 16h30.

Já pensando neste novo encontro entre as equipes, Dudu ressaltou a determinação azulina para encarar este próximo compromisso.

“Espero que a gente consiga o resultado positivo para conquistar o acesso. Estamos trabalhando bastante”, disse o jogador antes de completar. “A gente conhece bem o nosso campo. Jogando em casa precisamos fazer essa vantagem valer”, concluiu Dudu.

Quem vencer o duelo desta quarta-feira garante presença tanto na final da Série A-2 quanto na elite paulista da próxima temporada. Caso o empate se repita, a definição de quem avança à decisão será feita nos pênaltis.

Foto: Fabrício Cortinove

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove

Gol anulado impede vitória do Azulão, que fica no empate com o São Luiz  

(26 de setembro de 2020) – O São Caetano voltou a campo neste sábado, pela Série D do Campeonato Brasileiro, para enfrentar o São Luiz. Pelo Grupo A8, o duelo realizado no Estádio 19 de Outubro terminou empatado em 0 a 0.

Resultado que possibilitou ao Pequeno Gigante a conquista do seu primeiro ponto na competição. Já que na estreia, diante do Caxias, o time azulino havia sido derrotado (1 a 0) no Anacleto Campanella.

O jogo

Por conta da semifinal da Série A-2 contra o XV de Piracicaba, o clube do ABC atuou em Ijuí com uma equipe alternativa. Mesmo assim, o grupo que hoje foi dirigido pelo auxiliar técnico Dininho não fez feio e, por pouco, quase conseguiu o resultado positivo.

Contando com a boa estreia do goleiro Caio, ex-Monte Azul, e uma atuação bastante consistente pela defesa formada por Matheus Santos e Victor Luiz, o São Caetano soube lidar bem com os momentos em que foi pressionado pelo adversário.

O contra-ataque e chutes de média e longa distância foram as principais armas do Azulão. Sendo assim, finalizações de Thiago Potiguar e Emerson Lima, durante o segundo tempo, levaram perigo ao gol do rival.

Em um confronto em que o equilíbrio predominou, foi também de Emerson Lima a principal chance do São Caetano. Em rápida escapada pela esquerda do ataque caetanista, o prata da casa aproveitou cruzamento rasteiro e concluiu para o fundo das redes aos 42 minutos da etapa final.

Entretanto, a arbitragem alegou posição irregular do atacante e anulou aquele que seria o gol da vitória do São Caetano. Definindo assim o placar final de 0 a 0.

Sequência

O próximo compromisso do Azulão será pela Série A-2 do Campeonato Paulista. Quando São Caetano e XV de Piracicaba realizam o segundo jogo da semifinal desta competição na quarta-feira (30), às 16h30, no Anacleto Campanella.

Ficha técnica:

Local: Estádio 19 de Outubro, em Ijuí;

Árbitro: Felipe da Silva Gonçalves Paludo (RJ);

Auxiliares: Fabricio Lima (RS) e Max Augusto (RS)

São Luiz: Roballo; Itaqui, Silvio, Jadson e Gabriel (Geovane); Paulinho Santos, Tássio(Ariel) e Germano;  Jhonatan(Eduardo), Matheus(Éverton) e Juba

Técnico: Pícoli

São Caetano: Caio; Lucas, Matheus Santos, Victor Luiz e Acácio; Guilherme Amorim, Marcílio (Gian) e Thiago Potiguar; Marcus Vinicius, Felipe Carvalho (Matheus Eduardo) e Rafael Menezes (Emerson Lima)

Técnico: Dininho

Foto: Lucas Dornelles/E.C. São Luiz

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove

Por recuperação na Série D, Azulão desafia São Luiz no Sul

(25 de setembro de 2020)- Em meio a disputa do acesso à elite paulista e de olho na recuperação na Série D do Campeonato Brasileiro, o São Caetano volta a campo neste sábado (26).

Desta vez para enfrentar pela primeira vez o São Luiz, em jogo que acontece no Estádio 19 de Outubro, em Ijuí, às 17h. Na partida de estreia do Grupo A8, o Pequeno Gigante perdeu (1 a 0) para o Caxias, no Anacleto Campanella.

PROJEÇÃO

Um dos destaques do São Caetano na temporada, o goleiro Luiz Daniel falou sobre os próximos desafios que aguardam pelo time do ABC.

“São duas partidas importantíssimas (São Luiz e XV de Piracicaba). A gente não estreou bem na Série D, estreamos com derrota. Então temos que buscar a vitória fora de casa e focar ao máximo no jogo do ano, que será no meio de semana”, afirmou o dono da camisa de número 1.

Após enfrentar o clube gaúcho, o time azulino terá pela frente novo embate contra o Nhô Quim na quarta-feira (30), às 16h30, no Anacleto Campanella. Caso o empate se repita, o finalista e, consequentemente, detentor do acesso à elite, será definido nos pênaltis.

RETROSPECTO

O São Caetano já enfrentou times do Sul em 13 oportunidades na Série D do Brasileiro. Dentro deste retrospecto, o Pequeno Gigante venceu seis partidas, obteve três empates e perdeu quatro jogos.

TRANSMISSÃO

Assim como na rodada de estreia, o jogo deste sábado também será transmitido pela plataforma do MyCujoo. Podendo ser acessado tanto pelo site quanto em seu aplicativo, ambos de forma gratuita.

Foto: Fabrício Cortinove

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove

Alexandre Gallo analisa empate em Piracicaba e projeta confronto de volta no Anacleto

(24 de setembro de 2020) – Mesmo sem gols, a igualdade no placar do primeiro jogo da semifinal da Série A-2, entre XV de Piracicaba x São Caetano, demonstrou todo o equilíbrio do confronto realizado no Barão da Serra Negra.

Diante deste resultado conquistado na casa do Nhô Quim, o técnico Alexandre Gallo analisou o desempenho tido pelo elenco azulino na oportunidade.

“No primeiro tempo tivemos um bom jogo técnico, poderia ter sido até melhor. Criamos boas oportunidades e erramos um pouco o último passe na entrada da área deles. Já no segundo tivemos problemas físicos com os nossos dois zagueiros e isso atrapalhou na remontagem da defesa”, explicou.

Em relação ao duelo seguinte entre as equipes, Gallo destacou os benefícios que o Pequeno Gigante possui ao decidir o acesso atuando em seus domínios.

“É uma vantagem. Após jogo decisivo como foi, nervoso como foi (o primeiro duelo da semifinal). Quando você está dentro dos seus domínios, jogar no campo que você treina é uma vantagem. Claro que queríamos vencer, mas, por tudo que aconteceu no segundo tempo, poder decidir em casa é bom”, concluiu.

JOGO DE VOLTA

O segundo duelo da fase semifinal será realizado na outra quarta-feira (30), às 16h30, no Anacleto Campanella. Caso a igualdade no placar se repita, o finalista da Série A-2 do Campeonato Paulista será definido nos pênaltis.

Antes deste decisivo e próximo embate pelo Estadual, o Azulão volta a campo pela Série D do Brasileiro. No sábado (26), o São Caetano enfrenta o São Luiz, às 17h, no Estádio 19 de Outubro, em Ijuí.

Foto: Fabrício Cortinove

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove

TUDO IGUAL!!

Azulão empata com o XV em Piracicaba, e definição do finalista da A-2 fica para o Anacleto

(23 de setembro de 2020) – Tudo igual no jogo de ida da semifinal da Série A-2 do Campeonato Paulista. Em confronto que contou com todas as características dignas de uma decisão, XV de Piracicaba e São Caetano não saíram do 0 a 0 no Barão da Serra Negra.

Resultado que deixou a definição de quem irá avançar à final e, consequentemente, conquistar o acesso, para a partida de volta. Quando Azulão e Nhô Quim se enfrentam em São Caetano do Sul.

O jogo

Mesmo atuando como visitante, o time azulino se aventurou ao ataque no primeiro tempo e construiu várias oportunidades de gol.  Aos nove minutos, Anderson Rosa arriscou de fora da área e o goleiro espalmou para frente. Emerson Santos mergulhou para pegar o rebote de cabeça, mas a bola se perdeu pela linha de fundo.

Outro bom momento do São Caetano ocorreu aos 23 minutos do primeiro tempo. Alex Reinaldo cobrou escanteio do lado esquerdo, a bola ganhou efeito e fez o goleiro espalmar para escanteio.

Já no segundo tempo o jogo continuou bastante equilibrado, porém, poucas chances concretas de gol aconteceram para os dois lados. Definindo assim o placar em 0 a 0.

Decisão

O segundo jogo da semifinal, entre São Caetano x XV de Piracicaba, acontece na outra quarta-feira (30), às 16h30, no Anacleto Campanella. Caso o empate se repita, o finalista será decidido nos pênaltis.

Porém, antes do confronto válido pelo Estadual, o Azulão volta a campo pela Série D do Brasileiro. No sábado (26), o time do ABC enfrenta o São Luiz, em Ijuí.

Ficha técnica:

Local: Barão de Serra Negra, em Piracicaba;

Árbitro: Adriano de Assis Miranda;

Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Luiz Alberto Andrini Nogueira;

XV de Piracicaba: Mota; Jefferson Feijão (Filipe Cirne), Douglas Marques, Diego Jussani e Paulão; Felipe Manoel, Gabriel Soares (Samuel Andrade) e Daniel Costa (Erison); Kadu Barone (Kelvin), Raphael Macena e Caio Mancha (Marcelinho)

Técnico: Evaristo Piza

São Caetano: Luiz Daniel; Alex Reinaldo (Acácio), Domingos (Guilherme Amorim), Sandoval (Gustavo) e Dudu; Everton Dias, Emerson Santos e Anderson Rosa; Eric Di Maria, Ronaldo e Joel Vinícius

Técnico: Alexandre Gallo

Foto: Leonardo Lima

Assessoria de imprensa: Fabrício Cortinove